Mitos e Verdades sobre COOLSCULPTING®

A dermatologista Valéria Marcondes acaba com as dúvidas sobre o procedimento

Aquele incômodo com as gordurinhas que não vão embora nem mesmo com muito exercício físico e dieta, muitas vezes, nos levam a considerar um procedimento cirúrgico. O que muita gente ainda não sabe, é que existe o COOLSCULPTING®, um tratamento com resultados semelhantes à lipoaspiração, mas com a vantagem de não ser invasivo, ou seja, sem cirurgia, sem anestesia, sem internação e que permite que o paciente retorne para as suas atividades no mesmo dia do procedimento.

O tratamento é realizado através da criolipólise que combate e diminui a gordura localizada por meio do congelamento das células adiposas. Assim, elas se cristalizam e são eliminadas aos poucos pelo organismo.

Para ajudar com os mitos e verdades sobre o COOLSCULPTING®, a dermatologista Valéria Marcondes respondeu algumas das dúvidas mais frequentes:

1 – COOLSCULPTING® emagrece? Mito

Não, ele trata aquela gordura localizada que resiste mesmo fazendo dietas e exercícios.

2 – O tratamento dói? Mito

Na verdade, pode ser que a região tratada fique sensível e o paciente sinta algum incômodo durante a massagem vigorosa que é feita logo após o tratamento. Porém, isso é muito rápido e totalmente tolerável. Além disso, alguns pacientes podem ter sensibilidade como um formigamento local muito leve ou uma ligeira sensação anestésica que também é passageira.

3 – Preciso de repouso após o tratamento? Mito

Nenhum, mesmo que várias áreas do corpo sejam tratadas no mesmo dia.

4 – A pele fica deformada quando faço COOLSCULPTING®? Mito

Não. O que acontece é que, em um prazo de até 90 dias, cerca de 20% a 25%1 da gordura tratada pode ser eliminada. Mas isso não deforma o corpo, pelo contrário, deixa a silhueta mais definida.

5 – COOLSCULPTING® elimina flacidez e celulite? Mito

A criolipólise não é um procedimento destinado a tratar flacidez ou celulite, porém, com a redução da gordura e o estímulo de colágeno no local pelos processos inflamatório e de regeneração, muitas vezes podemos esperar uma maior firmeza e textura da pele. Este fenômeno não é imediato, ocorre após 2 a 3 meses do tratamento.

6 – Só posso fazer COOLSCULPTING® na barriga? Mito

O tratamento pode ser feito em diferentes locais do corpo onde se tenha gordura localizada como abdômen, flancos, interno de coxas, costas, queixo duplo, conhecido como papada e braços.

7 – Há restrições para quem pensa em realizar COOLSCULPTING®? Verdade

As restrições para o tratamento são para pacientes que sofrem de crioglobulinemia, hérnia umbilical, alterações de coagulação, pessoas com grande sobrepeso, urticária ao frio, gestantes e lactantes.

8 – Preciso seguir uma dieta associada ao tratamento com COOLSCULPTING®? Mito

Não é necessária nenhuma dieta para realizar o tratamento. Porém, como trata-se de gordura localizada, é melhor que se faça uma dieta saudável para melhores resultados.

9 – Existem efeitos colaterais? Verdade

O tratamento tem uma técnica de segurança contra lesões causadas por resfriamento, mas alguns efeitos colaterais podem ocorrer, como: vermelhidão, coceira e sensação de dormência nos primeiros dias após o tratamento. Há ainda os efeitos colaterais raros como: escurecimento da pele, queimadura pelo frio, alguns nódulos endurecidos no local da aplicação e a hiperplasia paradoxal, ou seja, um alargamento da região. Nesses casos, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica para o tratamento.

10 – Posso adquirir alergias com o COOLSCULPTING? Mito

Não, o procedimento não provoca alergia, porém está contraindicado para pacientes alérgicos ao frio.

Importante destacar que você deve procurar a orientação de um médico em caso de qualquer efeito colateral.

E. Boey, Gerald e L. Wasilenchuk, Jennifer. Enhanced Clinical Outcome with Manual Massage Following Cryolipolysis Treatment: A 4-Month Study of Safety and Efficacy. Lasers in Surgery and Medicine 46:20–26 (2014): 05-06.