Search

Adeus à flacidez do pescoço

Com o passar dos anos, as rugas e a flacidez da pele ficam mais acentuadas e as mulheres, mais preocupadas em disfarçar os temidos sinais de envelhecimento. O pescoço é uma das regiões do corpo que mais revela a idade de cada pessoa. Contudo, as marcas podem ser amenizadas com tratamento dermatológicos e cirurgias.

O dermatologista Marco Antônio de Oliveira, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que a partir dos 30 anos o pescoço começa a apresentar acentuação dos vincos e, a partir de então, a flacidez progride.

“A papada é resultado da flacidez da pele, causada pelo avançar da idade e, principalmente, pelo sol em excesso. O efeito sanfona – engordar e emagrecer constantemente – é outro causador da flacidez na região, pois provoca o acúmulo e a perda de gordura na região do pescoço”, diz. O dermatologista explica que é necessária orientação médica para estabelecer um peso ideal.

Mas se as marcas ainda não estão muito acentuadas é possível fazer a prevenção. “Evitar a exposição solar intensa entre 10 e 16 horas e usar protetor solar associado com hidratantes, são boas práticas para prevenir a papada. Essas ações atuam prevenindo a degeneração das fibras colágenas e elásticas da pele do pescoço, retardando o efeito da flacidez,”, diz o dermatologista.

Apesar dos cuidados, existem fatores que não estão ao nosso controle, como o fato da suscetibilidade genética de algumas pessoas. Nesses casos, as mulheres precisam ter cuidados redobrados, podendo recorrer às vitaminas A, C e E, poderosos antioxidantes e que ajudam a estimular a renovação celular. 

Tratamentos

A prevenção já não adianta mais para seu caso? Então recorra aos tratamentos estéticos. Conheça alguns deles:

De acordo com o dermatologista, uma vez estabelecido o problema, lasers como luz intensa pulsada, laser fracionado de CO2, radiofrequência e infravermelho, assim como peelings, oferecem resultados surpreendentes. O laser fracionado de CO2, por exemplo, penetra intensamente na pele. Esse fato provoca uma inflamação controlada, que, durante a cicatrização, se completa com a formação intensa de colágeno, deixando a pele mais uniforme.

Preenchedores com ácido hialurônico e ácido polilático também são opções para deixar o pescoço com um aspecto tão jovial quanto à face. “O infravermelho e o laser fracionado são as grandes vedetes para o rejuvenescimento cervical. A vantagem do infravermelho é que não exige a privação do sol pós-tratamento, atuando na flacidez. Já o laser fracionado trata a flacidez, manchas e vasinhos”, ressalta o dermatologista.
Se a flacidez já está em um estágio mais avançado, o jeito é recorrer à cirurgia plástica. O lifiting é um método bastante eficiente, porém, antes da cirurgia o cigarro deve ser eliminado da vida do paciente e fazer uma alimentação rica em vegetais e líquidos é essencial. O pós-cirúrgico demanda muito cuidado: todos os movimentos do pescoço devem ser feitos com cautela, após duas semanas deve-se fazer drenagens linfáticas e dormir, durante as primeiras semanas, com o rosto para cima.

Independentemente do método que for utilizado, a orientação e acompanhamento de um médico de confiança são primordiais para garantir sua saúde e bem-estar.

Crédito:
Dermatologista Marco Antônio de Oliveira
http://www.marcoantoniodeoliveira.com.br