Dobradinha de sucesso!

Como procedimentos em conjunto podem fazer mais por você

Escolher qual procedimento estético fazer é uma etapa muito importante. Dúvidas sobre os tratamentos com toxina botulínica A e preenchimento de ácido hialurônico, por exemplo, ainda são bastante frequentes, principalmente quando o desejo é realizá-los em conjunto.

A dermatologista Sheila Espicalsky explica que os dois tratamentos possuem funções diferentes: “A toxina botulínica A relaxa a musculatura da face, tratando as linhas de expressão. Enquanto o preenchedor de ácido hialurônico serve para fazer a reposição do volume facial perdido com o tempo”. No entanto, eles também podem ser muitos eficientes se usados juntos, um complementando o outro.

Geralmente, na região dos olhos, o tratamento em conjunto tem muito sucesso. A paciente pode tratar os pés de galinha com toxina botulínica A e notar que algumas rugas permanecem ao redor. Isso acontece quando já existe a perda de volume, sendo assim, o preenchimento pode ser realizado em complemento. Além disso, JUVÉDERM® ajuda a suavizar as olheiras, contribuindo para uma harmonia completa da área.

Quando o assunto é preenchimento labial, as “confusões” são frequentes: “Muitas pacientes acham que é feito com toxina botulínica A, quando na verdade o produto usado é preenchedor de ácido hialurônico para dar volume e corrigir possíveis assimetrias”. Mas, se na mesma consulta a paciente quiser corrigir as linhas de expressão na testa com toxina botulínica A, não tem problema nenhum.

Não existe uma regra de harmonização facial universal e nem uma idade certa para começar os tratamentos. Normalmente, a necessidade surge próximo aos 30 anos, mas existem pessoas bem mais jovens que precisam fazer. Portanto, cada paciente deve procurar seu médico de confiança especializado que, após uma boa avaliação, indicará os procedimentos necessários.

 

 

BR/0578/2018/Set/2018