Alimentos contra a ansiedade

Dicas para uma alimentação mais equilibrada

Fato comprovado: a ansiedade é uma inimiga da balança. Isso porque, quando você está aflito com algum problema, o corpo produz cortisol, um hormônio ligado ao estresse. Segundo a nutricionista Carolina Oliboni, graduada pela Faculdade de Saúde Pública da USP, a ansiedade pode engordar, pois em muitos casos as pessoas não sabem lidar com determinadas emoções e buscam no alimento um conforto, comendo a mais do que suas necessidades, o que leva ao ganho de peso.

A nutricionista Adriana Bavagnoli completa, “além de estimular o apetite, o cortisol exerce grande influência sobre a proliferação e no aumento do volume das células de gordura”. Se você se identificou com essas situações, saiba que existem nutrientes capazes de amenizar os hormônios da agitação.

Tratam-se de nutrientes que atuam na produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. “Um aminoácido chamado triptofano e algumas vitaminas e minerais, como magnésio e folato, estão relacionados à produção de serotonina. Já os carboidratos, por serem fornecedores de energia, ajudam a dar sensação de relaxamento, uma vez que aumentam a taxa de açúcar no sangue, que está diminuída quando estamos em situação de estresse ou agitação”, explica a nutricionista Carolina.

As profissionais listaram alguns alimentos capazes de ajudar a controlar a ansiedade. Saiba quais são eles:

Ômega 3: esse nutriente, de uma forma geral, ajuda o cérebro a funcionar melhor, já que compõe a estrutura cerebral e promove a comunicação entre os neurônios. Fontes: peixes como salmão, atum e sardinha.

Triptofano: um aminoácido essencial que, junto com outros nutrientes, é utilizado como matéria-prima na produção de um neurotransmissor envolvido na regulação do sono e do humor: a serotonina. Fontes: leite, carne, peixe, peru, banana, grão de bico, tâmaras secas e amendoins (todos os alimentos ricos em proteínas).

Magnésio: por agir em conjunto com o triptofano na produção de serotonina, também é uma arma contra a ansiedade. Fontes: cereais integrais, sementes de abóbora, nozes e amêndoas.

Cálcio 3: atua indiretamente no combate à aflição, pois o mineral também atua na transmissão sináptica, ou seja, na condução dos impulsos nervosos. Então, ajuda na função cerebral. Fontes: leite, queijos, iogurtes, brócolis e gergelim.

Arginina e lisina: podem ajudar, pois esses aminoácidos estão envolvidos na produção dos aminoácidos de forma geral (e o triptofano, como já dito, é um aminoácido). Fontes: carnes, leite e derivados, nozes e castanhas.

Complexo B: folato e outras vitaminas do complexo B também estão envolvidas na produção de serotonina. Fontes: espinafre, laranja, couve, feijões, cereais integrais, batata, banana e gérmen de trigo.