Conheça a alimentação vegetariana

Cada vez mais pessoas preferem comidas de origem vegetal

Excluir das refeições alimentos de origem animal não é uma escolha fácil, principalmente para quem opta por esse estilo de vida na fase adulta, já que é preciso fazer uma série de adaptações nos hábitos. Apesar disso, mais brasileiros estão se tornando vegetarianos. Não há dados sobre o número exato de pessoas que aderiram a essa prática, mas, de acordo com o instituto de pesquisa Ipsos, aproximadamente 28% “têm procurado comer menos carne”.

Uma das principais motivações é evitar a morte de animais para consumo humano. Segundo a filosofia desse grupo de pessoas, ser vegetariano é dar ao indivíduo o direito à vida. Mas esta não é a única razão. Hoje em dia, muita gente para de ingerir carne, frango ou peixe por preocupações com o meio ambiente.

Segundo a nutricionista Andréia Gomes, uma das principais vantagens de não comer carne é a diminuição da ingestão de gordura saturada. “Ela está presente, quase que exclusivamente, nos alimentos de origem animal. Essa  gordura traz malefícios à saúde, principalmente na questão cardiovascular. Ela pode agravar o surgimento de doenças crônicas degenerativas, como diabetes, hipertensão e dislipidemias (aumento do nível de lipídios no sangue)”, explica.

É importante lembrar que a carne, em especial a vermelha, contribui para ingestão de vitamina B12 e ferro, nutrientes essenciais para saúde. Porém, com uma alimentação vegetariana bem elaborada por um profissional, é possível alcançar as recomendações desses nutrientes sem o consumo de proteína animal. A soja, por exemplo, pode ser uma boa opção para substituir, pois é considerada completa em nível proteico, uma vez que contém todos os aminoácidos essenciais para o corpo (leucina, isoleucina, valina, treonina, metionina, fenilalanina, triptofano e lisina).

Para os praticantes de exercício físico, a boa notícia é que é possível aliar uma alimentação vegetariana com a prática saudável, desde que se saiba o objetivo desta atividade. A nutricionista explica que se a finalidade for a hipertrofia muscular (crescimento de músculos) a dieta deve contar com  proteínas de alto valor biológico para a síntese de massa muscular e que são de origem animal.

Se identificou com o mundo dos vegetarianos? Então, lembre-se sempre de variar a alimentação e consumir frutas, hortaliças, leguminosas, cereais integrais e só realize qualquer mudança em sua dieta após acompanhamento ou prescrição nutricional.

Você sabia que existem diferentes tipos de vegetarianismo? Veja quais são eles:

Ovolactovegetarianos: pessoas que retiraram a carne da sua vida, mas continuam ingerindo outros alimentos de origem animal, como ovos, leite e derivados de leite.

Lactovegetarianos: esse grupo não consome ovos em sua dieta, porém come produtos que contêm leite ou derivados.

Veganos: não ingerem nenhum alimento de origem animal ou qualquer outro tipo derivado (ovos, leite, queijos e até mesmo o mel).