CoolSculpting® e as outras tecnologias

A dermatologista Silvia Zimbres esclarece todas as dúvidas sobre CoolSculpting® e outras tecnologias

De tempos em tempos, surgem novos tratamentos para eliminar gordura localizada. E são tantas opções para o paciente em busca por esse tipo de procedimento que, muitas vezes, fica um pouco perdido na hora da decisão. Por exemplo, você sabe quais são as diferenças entre CoolSculpting® e as outras tecnologias? A dermatologista Silvia Zimbres, especialista no assunto, esclarece as dúvidas.

“Existe uma grande diferença entre o CoolSculpting® e as outras tecnologias. Ele é monitorado do começo ao fim pela técnica exclusiva Freeze Detect, ou seja, ele percebe as oscilações de temperatura e, caso ocorra alguma mudança, a sessão é interrompida para garantir a segurança do paciente. O que garante a alta eficácia do procedimento”, afirma a profissional.

Além do controle térmico, o uso de mantas protetoras e de substâncias anticongelantes na superfície da pele, patenteada pela marca, torna o procedimento exclusivo e mais seguro.

Alguns atributos também endossam o diferencial de CoolSculpting®:

  • CoolSculpting® foi desenvolvido em Harvard pelo Dr. Rox Anderson, professor e pesquisador profissional renomado de dermatologia no mundo todo.
  • O procedimento é aprovado pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e é o único a apresentar certificações tanto do órgão americano FDA (Food and Drug Administration), quanto da Comunidade Europeia.

Em comparação com outras tecnologias que apenas emagrecem as células de gordura, CoolSculpting® esculpe o corpo e elimina 27%¹ da gordura da área, com resultados documentados e mantidos por até 9²,³ anos pós-procedimento”, declara Dr. Silvia.

O CoolSculpting® e as outras tecnologias podem ser realizados em pessoas magras e quem está um pouco acima do peso nas seguintes áreas: papada, região axilar, região peitoral masculina, abdômen completo, gordura nas costas, flancos, região interna da coxa, culote, bananinha e braços. O importante é que esses aparelhos sejam manuseados por profissionais capacitados de uma maneira muito correta.

“Como é um aparelho altamente eficaz, no retorno do paciente, mais ou menos depois de um mês, ele já está começando a ver diferença e está muito satisfeito antes mesmo do resultado final, que acontece do segundo até o final do terceiro mês. Resultado: o paciente acaba voltando para tratar outras áreas”, finaliza a Dra. Silvia Zimbres.

 Dra. Silvia Zimbres
CRM/SP – 104.406

1 – Sasaki GH, et al. Aesthetic Surgery Journal 2014; 34: 420 – 431; 2 – Allergan. Data on file. INT/0071/2018(1). CoolSculpting® publications. February 2018; 3 – Bernstein EF. J Cosmet Dermatol 2016; 15(4): 561 – 64.