Detalhes que fazem a diferença

Psicóloga dá dicas para manter o bem-estar e saúde mental durante a quarentena

Com todos os acontecimentos recentes e a mudança de rotina, muitas pessoas estão desenvolvendo alguns sintomas de ansiedade. Porém, em um momento como esse, alguns pequenos detalhes podem ajudar e fazer a diferença.

O Além da Beleza conversou com a psicóloga Vânia Calazans (CRP-SP: 06/29554), que explicou o que é a ansiedade, porque ela ocorre e apresentou técnicas para controlar a situação.

“A ansiedade é a resposta ao estresse que todos temos, natural do nosso organismo, mas quando passa a trazer prejuízos à vida, é necessário um tratamento para o controle. A pessoa com um perfil mais ansioso sente o reflexo na vida, podendo, inclusive, apresentar alguns sintomas físicos”, afirma a profissional.

Por que ocorre a crise de ansiedade?

Quando em uma situação de estresse, o cérebro entende que estamos em risco e envia alguns sinais de alerta, aumentando a frequência cardíaca e respiratória. Nesse momento, algumas reações físicas podem ocorrer.

O cérebro tem a tendência de focar em coisas negativas e, por este motivo, nos pegamos assistindo os noticiários da televisão, armazenando cada vez mais as notícias e ficando cada vez mais ansiosos. Então, um dos conselhos da psicóloga é: “Evite ficar preso à essa enxurrada de conteúdos negativos, isso só aumenta a ansiedade. Quando perceber que está alimentando o estado ansioso através do consumo de notícias, use alguma técnica para distrair a mente”.

A profissional ainda indicou uma técnica de terapia cognitiva comportamental em detalhes para os momentos de ansiedade em alguns passos:

– Respiração diafragmática:  uma respiração longa e profunda. Inspire profundamente pelo nariz, segure o ar por alguns segundos, expira assoprando pela boca. Faça uma série de 10 repetições, assim irá relaxar e conseguir organizar o pensamento.

– Parada do pensamento: em seguida, pode ser usada a estratégia de parar o pensamento, dizendo “para” em voz alta, assim conseguirá se desligar por alguns minutos.

– Tapa: após parar o pensamento, dê um leve tapa, pode ser em sua perna, bater palma, na mesa, enfim. Esse é um estímulo para o cérebro entender que você está mudando o foco.

– Lembrança positiva: após todos os passos, essa é a hora de pensar em algum momento de felicidade, pode ser um dia na praia, um piquenique, qualquer coisa que desperte felicidade.

Com esses passos, você trará à tona sentimentos bons, o que fará com que ocorra a mudança do estado emocional.

Alguns detalhes podem sim fazer toda a diferença. Um filme que te lembre alguém, uma música que traz um momento bom à memória, um bom livro que te distraia, exercícios que façam passar o tempo e meditação e yoga, que também são técnicas que podem ajudar a controlar a ansiedade.

Vamos começar hoje?

 

BZ-VOL-2050012 – Abr/2020