Hot Yoga

Hot Yoga: uma ótima opção para se exercitar nos dias frios

O inverno chegou com tudo e, com ele, veio a preguiça de praticar exercícios físicos, mas, para não perder o ritmo, a Hot Yoga é uma excelente opção e tem bastante procura nos dias frios. Para falar mais sobre essa prática, o Além da Beleza conversou com a guia de aulas, Paulla Carvalho.

A Hot Yoga não é nada mais do que a prática de yoga dentro de uma sala com temperaturas entre 38º e 40º, que se assemelham às de uma região tropical no verão. A sala quente deixa o ambiente um pouco mais latente, o que possibilita o praticante a observar e controlar a respiração para desacelerar a frequência cardíaca.

Esta prática ajuda a regular os sistemas endócrino, nervoso, circulatório, sanguíneo, muscular e esquelético, promovendo a transpiração e a desintoxicação do corpo e gerando mais vitalidade e saúde. O calor ajuda a relaxar os músculos e as articulações, o que pode ajudar, também, nas dores ou problemas na coluna. “Na aula, é possível aprender os benefícios das posturas e quando aparecer algum sintoma como insônia, dor de cabeça, ansiedade, prisão de ventre, entre outros, o aluno já sabe qual posição pode ajudá-lo”, afirma Paulla.

Ao praticar, o aluno desenvolve disciplina e os seus sistemas, suas glândulas, hormônios e aparelho digestivo se reequilibram, e essa mudança leva a desenvolver hábitos mais saudáveis e busca por alimentos nutritivos que lhe forneçam energia. Dessa forma, a perda de medidas e o emagrecimento saudável vêm naturalmente.

Também são ensinadas formas de respirar mais profundamente e a usar a capacidade pulmonar de forma consciente proporcionando sensação de bem-estar, o que ajuda, inclusive, a controlar a ansiedade.

“As posições são as mesmas da yoga convencional, o que muda é a respiração, que aprendemos a controlar para resfriar nosso sistema e acalmá-lo. Existem diversos estilos de aula, cada um com um foco, exercícios, posturas e ritmo diferenciado. Na sala aquecida, necessitamos gerar menos calor interno, por isso a quantidade de saudações é menor do que a prática em temperatura ambiente”, declara a profissional.

A prática da Hot Yoga só não é indicada para gestantes que não tenham praticado nenhum exercício em até 6 meses na sala quente antes de engravidar; crianças menores de 12 anos; pessoas com problemas cardíacos ou hipertensão não controlados.

“É normal ter dificuldade nas primeiras sessões. São necessárias algumas aulas para se acostumar, para seu corpo ter passado pelo estágio inicial de abertura e desintoxicação e se habituar a se exercitar em uma sala aquecida. Depois disso, é incrível a sensação de bem-estar e os benefícios para corpo, mente e espírito que esta prática ajuda a promover”, finaliza Paulla.

Paulla Carvalho
Instagram: @corperio_
Paulla guia aulas de Hot Yoga no Estúdio Hot Yoga SP, em Pinheiros.