A importância da amizade

Ela pode servir como prevenção de depressão e problemas cardíacos

Amizade é uma forma de amar e essa relação necessita reciprocidade, intimidade, lealdade, confiança, apoio, carinho, generosidade, entre outros. Ninguém precisa ter todas essas características para ser um bom amigo, mas é necessário tentar ao máximo cultivá-las.

O psicólogo Marcelo Toniette explica que para manter uma relação saudável e duradoura é preciso respeitar as diferenças e o espaço do outro. “Essas atitudes são imprescindíveis para uma amizade gratificante. Afeição não é apegar-se ao outro de modo a sufocá-lo, mas sim um movimento onde exista o prazer do encontro, mesmo que nada seja dito ou feito”.

E quando não há tempo suficiente para demonstrar o amor e o carinho para um amigo? Não é preciso muito esforço. Uma ligação ou um e-mail já são demonstrações valiosas de afeto.

Além disso, pesquisas mostram que pessoas que sabem a importância da amizade estão menos propensas a adoecer. “Os amigos são referências positivas de afeto que podem auxiliar a superar uma crise de depressão e retomar o ritmo de vida. Segundo estudos, esse tipo de relação aparece como prevenção e parte do processo de cura para a depressão, problemas cardíacos, entre outros”, explica Toniette.

Ele ressalta que o importante é respeitar o espaço do outro, não fazendo por ele, mas sim, estando ao seu lado. “Assim, a pessoa terá a consciência de que pode contar com alguém, fato que ajudará no processo de recuperação”, finaliza.