A nova era da indústria da moda

Marcas que estão fazendo mais por você e pelo mundo

O consumidor de moda está mudando, ele quer ir além, dar o segundo passo. Isso quer dizer saber como o produto foi feito, os materiais que foram utilizados, até os valores empregados por trás de cada peça e não estamos falando de dinheiro.  Alinhadas com esse novo comportamento, novas marcas estão aparecendo e outras já famosas estão repensando seus papéis.

Uma delas é a AHLMA, a marca que nasceu em 2017 é uma start-up do grupo Reserva e não vende apenas roupas ou lifestyle: conecta pessoas, fala de valores e acolhe diferentes estilos. “Focamos em coleções atemporais e incentivamos o cuidado, a troca e o compartilhamento de peças para que durem muito. Criamos para pessoas reais, cheias de desejos e, como nós, apaixonadas por moda. O que a gente não acredita é em uma cultura pouco flexível, que gera dependência ao invés de confiança e propõe padrões estéticos impossíveis de se sustentar”, diz o fundador André Carvalhal.

Além disso, tendo em vista que os recursos do nosso planeta estão se esgotando e que a indústria têxtil é grande responsável por isso, as matérias-primas da ALMHA são restaurativas (recicladas ou recuperadas) ou regenerativas (fibras naturais, de origem certificada ou biodegradáveis), todas livres de crueldade animal. E você acha que é só isso? Não, suas práticas responsáveis não param por aí, as embalagens são elaboradas de forma consciente, a mão-de-obra é legal, colaborativa e 100% brasileira.

Outro exemplo brasileiro de empresa fashion com propósito é a Insecta, marca de sapatos gaúcha adepta do  veganismo e do upcycling (reuso), que reaproveita tecidos de peças vintage para fazer seus calçados, produzidos em tiragem limitada. Em dois anos de vida, já exibem com sucesso o reaproveitamento de 2.100 peças de roupa, 630 quilos de tecido e 1 mil garrafas PET.

Mas, não é só a indústria da moda que tem que cumprir esse papel. Na era do consumo consciente,  que tal fazer mais por você e pelo mundão escolhendo melhor a moda que você vai consumir?