O uso do repelente no verão

Como se prevenir dos mosquitos durante essa época

O verão é a estação preferida para a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito transmissor não só a dengue, mas de outras duas doenças graves: Zika Vírus e o Chikungunya. Por esse motivo a atenção durante essa época deve ser redobrada.

Para entender mais sobre o uso dos repelentes, o Além da Beleza conversou com a dermatologista Fernanda Sanchez Cunha. Confira:

Preciso passar repelente todos os dias no verão?

Sim, por ser uma época de muita circulação de vírus, devemos ter um cuidado maior. Porém, uma vez que os brasileiros não conseguem nem ter o hábito do protetor solar diário, fica difícil imaginar que seguirão a regra com o repelente. Sendo assim, pelo menos em caso de áreas de riscos e epidemias o uso deve ser obrigatório.

Devemos passar em algum horário específico?

O mosquito geralmente age nas primeiras horas da manhã. Então, o ideal é que a primeira aplicação seja feita no começo do dia, podendo ser reaplicado até três vezes, não mais do que isso.

O produto deve ser passado em todas as áreas do corpo?

O repelente deve ser aplicado somente nas áreas expostas. A aplicação do repelente na área coberta pelas roupas pode gerar uma maior absorção pela pele que está abafada e propiciar irritação. No entanto, os mosquitos podem picar por cima de tecidos finos, como seda ou meia-calça, nesses casos, o ideal é complementar com um repelente em spray por cima das roupas.

É preciso reaplicar de quanto em quanto tempo?

Existem alguns produtos no mercado com longa duração. Mas, na prática devemos considerar o intervalo de 4h – 6h.

Com o contato com a água ou suor excessivo devemos considerar outro intervalo para a reaplicação?

Isso mesmo. Nesse caso, como o produto pode perder aderência com mais facilidade, o indicado é reaplicar em um intervalo menor do que 6h.

Posso aplicar o repelente junto com protetor solar ou hidratante? Se sim, em que ordem?

Pode. Nesse caso, o repelente deve ser o último.

O repelente é mais eficaz em forma de creme ou spray?

Todos apresentam a mesma eficácia.

Existe uma indicação diferente para cada tipo de pele?

Sim, no caso de pele muito ressecada recomenda-se o repelente em forma de loção.

O que precisamos considerar na hora de escolher o produto?

Qualidade e duração prolongada.

Existe o risco de alergia?

Existe o risco de alergia e inflamações na pele. Por isso, evite dormir com o produto.

Crianças podem usar? A partir de qual idade?

Nunca usar antes de seis meses de idade. Depois desse período e até os dois anos, usar um repelente mais leve, indicado pelo médico.

A utilização dos repelentes em vela, por exemplo, dispensa o uso dos corporais?

Não. A vela de citronela é uma alternativa para afastar o mosquito, mas, não substitui a aplicação tópica do repelente.

Em caso de coceira, ardência, manchas, enjoos ou qualquer outro evento adverso procure sempre um médico especialista.