Os melhores tipos de castanhas

O alimento ajuda a prevenir doenças cardiovasculares

Pode parecer controverso, já que as castanhas têm fama de calóricas e gordurosas mas, as chamadas frutas oleaginosas são ótimas aliadas para prevenir doenças do coração. Isso porque o alimento é rico em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a reduzir o nível do LDL (colesterol ruim) e aumentar o HDL (colesterol bom).

As oleaginosas ainda possuem outros componentes benéficos à saúde, como a proteína, o cálcio, o ferro, o potássio, o zinco, o ácido fólico, entre outros. “Elas ajudam a fortalecer o sistema imunológico por conter zinco e selênio, fundamentais para formação de enzimas antioxidantes”, explica a nutricionista Priscila Di Ciero.

Conheça os benefícios dos melhores tipos de castanha:

Amêndoas

De acordo com Priscila, as amêndoas são fonte de proteína e contêm gorduras e cálcio. Além disso, esse é o tipo de alimento que não pode faltar no prato das pessoas que não comem carne, pois é repleto de niacina, magnésio, fósforo e gorduras monoinsaturadas. O consumo diário das amêndoas ajuda na proteção dos rins e fortalece os ossos. Ficou com vontade de comer algumas amêndoas? Então prepare-se para a melhor notícia: segundo estudos, 12 unidades possuem menos de 100 calorias. Ou seja, quem quiser desfrutar das oleaginosas sem ganhar uns quilinhos, já sabe a melhor opção.

Castanha-do-pará

A semente tipicamente brasileira surpreende quando o assunto é benefício. “Esse alimento é fonte de gorduras que ajudam equilíbrio do colesterol”, explica a nutricionista. Além disso, possui ômega 3, que ajuda a manter a memória, combate o stress, auxilia na prevenção de doenças degenerativas cerebrais e diminui os riscos de doenças cardiovasculares. Outra característica marcante da castanha-do-pará é o alto teor de selênio. “Esse mineral participa da conversão de hormônios tireoidianos, melhorando todo o metabolismo e regulando a função de nossas células”, disse Priscila. A ingestão de uma castanha por dia supre todas as necessidades desse nutriente no organismo, por 24 horas.

Nozes

Segundo Priscila, o alimento é rico em aminoácido arginina e óxido nítrico, uma substância vasodilatadora, que auxilia no fornecimento de nutrientes às células musculares, ajudando a manter os vasos sanguíneos saudáveis e a diminuir o colesterol alto. As nozes também são repletas de vitaminas A, C, E e potássio.

A nutricionista explica que as oleaginosas possuem beta-sitosterol, uma substância que reduz níveis excessivos de cortisol (hormônio do estresse), que dificulta a perda de gordura e aumenta a compulsão alimentar.

Algumas oleaginosas são calóricas e a nutricionista alerta que somente um profissional pode indicar a quantidade correta para seu consumo. Mas, somente para dar água na boca, Priscila deixou algumas dicas de como consumir os melhores tipos de castanha: Picadas na salada, trituradas no iogurte ou cereal, raladas ou em lascas junto com frutas picadas e batida com vitaminas. Bom apetite!