Quer colocar prótese de silicone?

Vem ler nossas dicas para se preparar melhor

São muitas as dúvidas que surgem quando alguém decide fazer um implante de silicone. Entre as perguntas mais frequentes, está: quando é a melhor época para fazer essa cirurgia? E a resposta pode ser melhor do que se espera, pois não há uma estação do ano melhor que a outra. Contanto que os cuidados pós-cirúrgicos sejam cumpridos à risca, em três meses já é possível desfilar a novidade por aí, inclusive de biquíni.

Segundo o cirurgião plástico Gustavo Arruda, 90 dias é o ideal para evitar a exposição ao sol, por isso, esse prazo tem que ser levado em consideração quando a paciente decide fazer o procedimento. “A recuperação envolve alguns pontos muito importantes. Deve-se programar repouso de pelo menos uma semana no período pós-operatório, assim como, evitar locais muito quentes no primeiro mês de pós-operatório, já que as temperaturas mais elevadas podem aumentar as chances de inchaço (edemas) na região da cirurgia e estimular a queda da pressão arterial da paciente”.

Mesmo podendo ser realizada na primavera, no verão, no outono e no inverno, a maioria das pessoas acredita que a época mais fria do ano seja a ideal para se submeter à cirurgia de implante de silicone. Além de acontecer bem antes da chegada do verão, o inverno também pode ser considerado mais confortável para o repouso.

E já que está “liberado” fazer a cirurgia em qualquer época, o Dr Gustavo chama atenção para outros pontos da recuperação:  algumas restrições de movimento dos membros superiores, cuidados com a cicatriz e consultas de revisão.  “Nos primeiros quinze dias é importante retorno semanal ao consultório para acompanhamento da cicatrização. Depois desse período, os atendimentos ficam mais espaçados e acontecem a cada quinzena ou mês, pelos próximos 90 dias”, recomenda.

O Dr Gustavo alertou o Além da Beleza que nada substitui a orientação clínica especializada. Em caso de qualquer dúvida ou anormalidade – presença de febre ou alguma mudança no padrão de cor, forma ou temperatura das mamas – a orientação é procurar o seu especialista imediatamente, ele dará as indicações mais acertadas. Não deixe de seguir suas instruções.

 

 

BR/0334/2018 – Mai/2018