Como é feita a limpeza de pele

O procedimento ajuda a eliminar impurezas e acne

Livrar-se das espinhas e daqueles pontinhos pretos indesejáveis é uma preocupação da maioria das mulheres. Um dos cuidados básicos para manter o rosto sempre bonito e saudável é, periodicamente, fazer a limpeza de pele. O processo ajuda a remover a sujeira provocada pela poluição e elimina o excesso de oleosidade.

De acordo com a dermatologista Karine Simone, a frequência da limpeza de pele depende do tipo de cútis. Rostos oleosos necessitam mensalmente, enquanto mistos ou secos podem fazer a cada dois meses. “O tratamento pode ser realizado em qualquer pessoa, mas as grávidas devem ficar mais alertas. Elas devem evitar o uso de correntes elétricas e ácidos”, orienta.

A esteticista Marta Marini alerta também que pessoas que sofrem de cardiopatias, diabetes e hipertensão devem evitar aparelhos de eletroterapias, como o Alta Frequência, comumente utilizado na limpeza de pele. “Clientes com problemas respiratórios, não podem usar o vaporizador. Nesse caso, optamos por outros meios de aquecimento, como máscaras térmicas ou papel alumínio”, explica Marta contou para o Além da Beleza como é feita a limpeza de pele. Confira:

1. O primeiro passo é analisar cada cliente para saber qual é o cosmético ideal.

2. Em seguida, a pele é higienizada e tonificada com o produto adequado.

3. A esteticista usa uma camada de emoliente, um produto que amolece ou amacia.

4. Coloca-se gazes umedecidas na face com vaporização de ozônio, por cinco a dez segundos.

5. O emoliente com tônico antisséptico é aplicado durante 30 segundos, no máximo.

6. A profissional utiliza, por alguns segundos, o Alta Frequência, um aparelho de eletroterapia que libera ozônio, drenando e ajudando a desinfetar a pele.

7. Na sequência, é feito um processo de drenagem linfática.

8. A limpeza é concluída com uma máscara calmante. Por fim, a esteticista aplica o filtro solar adequado para cada tipo de pele.

Fonte: Esteticista Marta Marini