Beleza

Tipos de olheiras

Tipos de olheiras: você sabe quais são as suas e como tratá-las?

Um estudo publicado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia apura que a queixa de olheiras é mais comum do que se imagina. Entre os consultados pela pesquisa, as mulheres, principalmente a partir dos 23 anos, respondem por 78% dos casos.

O que muitos não sabem, no entanto, é que existem diversos tipos de olheiras e entender quais são é decisivo para que o tratamento seja bem-sucedido.

O Além da Beleza conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, que explicou os tipos de olheiras e as opções de tratamento disponíveis para cada uma delas.

O que causa olheiras

As noites mal dormidas, a ingestão de bebidas alcoólicas, o excesso de cafeína e o tabagismo podem piorar o aspecto da região dos olhos. Por isso, a profissional indica manter um estilo de vida saudável, isto é, dormir bem e manter uma alimentação balanceada e rica em antioxidantes. Além disso, o manejo do estresse com técnicas de respiração controlada também pode ajudar.

Tipos de olheiras

Olheiras pigmentadas: como o nome já diz, a pigmentação ou o escurecimento da região dos olhos é a característica mais marcante. Se manifestam em todo tipo de pele, principalmente em pacientes com pele morena, ou com histórico familiar. “Nesses casos é importante avaliar a ocorrência de comichão nos olhos, uma vez que o hábito de coçar pode escurecer a área das pálpebras. Para esse tipo de olheira, cremes clareadores, peelings químicos e tecnologias como luz intensa pulsada e lasers podem ser feitos”, esclarece a médica.

Olheiras vasculares: elas surgem quando a pele da pálpebra é extremamente finas. Em alguns pacientes, por conta do nível de transparência, a rede vascular da área dos olhos fica visível. Nesse caso, é mais evidente em pessoas de pele clara e piora após uma noite mal dormida. A doutora Lilia Guadanhim explica que pode estar associada a alergias respiratórias e pode ser amenizada com a melhora da qualidade do sono, compressas geladas e cremes com ativos vasoconstritores, como a cafeína. Os tratamentos indicados são luz intensa pulsada e lasers.

Olheiras profundas: nesse tipo há falta de suporte na região dos olhos, o que causa um aspecto de “olhar fundo”. Esses casos podem ser observados em pacientes com problemas respiratórios. É possível que ocorra apenas um “degrau” entre a pálpebra e a maçã do rosto, porém o mais comum é a falta de estrutura na região. O tratamento indicado é o preenchimento com ácido hialurônico.

Tratamento de olheiras

Existem produtos tópicos que podem ser utilizados para o tratamento da área dos olhos, como antioxidantes e vitamina C. Eles são recomendados para melhorar a hidratação e a qualidade da pele nessa região, mas não são capazes de tratar bolsas, flacidez e a profundidade da região.

Para o tratamento das olheiras mais profundas, a profissional reforça que a primeira escolha é o preenchimento com ácido hialurônico. “Em pacientes muito jovens, com olheiras discretas, a abordagem pode ser direta na região das pálpebras. Agora, em outros casos, recomenda-se iniciar com estruturação e suporte da maçã do rosto, além da abordagem das olheiras propriamente ditas. Preencher as olheiras sem melhorar a estrutura da face traz resultados insatisfatórios e aumenta o risco de complicação, incluindo edema e coloração azulada na região”.

É recomendado escolher um especialista e consultá-lo antes de iniciar qualquer tratamento na região dos olhos, já que este é um procedimento considerado avançado. O uso excessivo de produto ou posicionamento incorreto no momento de aplicá-lo pode causar alguns efeitos colaterais.

Além do preenchimento, existem outros tratamentos não cirúrgicos que podem ser realizados. Entre eles estão procedimentos com lasers, luz intensa pulsada, peelings químicos, fios de PDO e ultrassom microfocado. Quando combinados, esses métodos potencializam os resultados positivos.

O procedimento cirúrgico para essa região é indicado se houver excesso de pele e bolsas na região dos olhos.

Dra. Lilia Guadanhim
CRM-SP 133850

Mais Beleza

Leia também