Tratamentos femininos e masculinos

Entenda como homens e mulheres cuidam da beleza

Homens e mulheres têm jeitos diferentes de cuidar da beleza. Mas o que será que muda entre os tratamentos estéticos de femininos e masculinos? Enquanto elas se rendem a diversos procedimentos para manter as unhas impecáveis e ficar com a pele mais jovem e saudável, eles, normalmente, ficam satisfeitos em manter a barba e o cabelo feitos.

Atualmente, muitos casais procuram realizar juntos procedimentos indicados para ambos os sexos, como tratamentos para atenuar as rugas, massagens faciais, limpeza de pele e métodos para diminuir a gordura localizada. Assim, compartilham momentos de união e de descontração.

“O que difere é a necessidade própria de cada indivíduo. Por exemplo, tratamentos corporais para celulite, geralmente, não são realizados em homens por não ser uma queixa masculina”, explica o dermatologista Flávio Andrade. No entanto, outros procedimentos estéticos, como: toxina botulínica A, preenchimento, peelings, clareamento com luz intensa pulsada e laser de CO2, entre outros, podem ser realizados tanto em homens quanto em mulheres.

O especialista ainda explica que, a cútis masculina sendo mais espessa e oleosa, eventualmente, necessita de tratamentos mais intensos ou profundos. Porém, o número de sessões e o tempo de recuperação dependem, principalmente, do estado da pele a ser tratada. “Se um homem tiver uma pele mais preservada, pode precisar de menos cuidados do que uma mulher cuja pele está muito manchada, flácida ou enrugada. O contrário pode ocorrer também”, diz Andrade.

Compartilhamento de cosméticos

Assim como cada pessoa possui características distintas na textura da pele, o uso de cosméticos também deve ser individual. Portanto, não é recomendado o compartilhamento de produtos, visto que o uso de substâncias incorretas pode causar irritações, manchas ou aumento de oleosidade. A epiderme feminina tem maior tendência ao ressecamento e, geralmente, é menos espessa se comparada à pele masculina que, por sua vez, costuma ser mais oleosa. No entanto, existem algumas exceções. “Homens e mulheres até podem compartilhar alguns cosméticos, como hidratante corporal, se as necessidades forem parecidas”, finaliza o dermatologista.

Agora que você já sabe as diferenças entre os tratamentos estéticos femininos e masculinos, não se esqueça de consultar um médico de sua confiança para buscar orientações sobre o melhor tratamento para o seu tipo de pele.

 

 

 

BR/0384/2016/Ago/2016