Tudo que você precisa saber sobre preenchimento facial

A doutora Deborah Brazuna esclarece as principais dúvidas sobre a recuperação do procedimento

Fazer as pazes com o espelho é o desejo de todos, não é mesmo? O preenchimento facial com ácido hialurônico é um método já consagrado para quem deseja esconder os sinais do tempo.

A técnica é indicada para o tratamento das rugas estáticas (que surgem com a perda da elasticidade da pele e ação constante da musculatura da mímica facial), reestruturando as formas e remodelando os contornos do rosto, dos lábios, além de suavizar as rugas, cicatrizes e sulcos.

Apesar do método ser muito procurado, na hora de tomar a decisão de aplicar o preenchimento facial é natural que surjam alguns questionamentos, principalmente, sobre o processo de recuperação. Para esclarecer essas questões, convidamos a dermatologista Deborah Brazuna para bater um papo rápido. Vamos ver o que ela nos conta?

É necessário repouso? “Como é um procedimento simples e rápido, não é exigido repouso. O paciente é liberado no mesmo dia do procedimento”.

E sobre o Inchaço, como amenizar? “Nos pacientes com pele mais sensível, pode haver um pequeno inchaço ou formação de manchas roxas temporárias. O problema pode ser amenizado com aplicação de gelo no local do preenchimento facial logo após o término do método e mantido ao longo de dois dias”.

Posso fazer Atividades Físicas? “Não é uma regra, mas é recomendável não praticar exercícios físicos pesados por 24 horas, para não haver piora do inchaço. Após esse período, as atividades estão liberadas”.

É necessário tomar algum medicamento? “Não há necessidade de medicamentos”.

Os movimentos na área tratada ficam limitados? “Não existe limitação dos movimentos, mas o local onde foi feito o preenchimento facial pode ficar um pouco dolorido por, aproximadamente, dois dias. Em relação ao tempo que demora em retornar à rotina, costumo dizer que a paciente pode seguir vida normal no mesmo dia”.

Existem Restrições após o procedimento? “Pedimos que o paciente não manipule o local e que faça compressas geladas para evitar ou amenizar a intensidade dos hematomas que podem acontecer após a aplicação”.

Agradecemos a doutora Deborah pela entrevista e lembramos que, em caso de outras dúvidas sobre preenchimento facial, não esqueça de consultar um médico da sua confiança!

Créditos:
Deborah Brazuna